Puerto Varas, o vulcão e os saltos de Petrohué (Chile)

Como já dissemos quando falámos aqui de Puerto Montt, o ideal é alugar um carro e visitar a região por contra própria.
As empresas de aluguer de carros têm publicidade à porta a anunciar o preço. Este já se torna competitivo quando comparado com os preços de tours para duas pessoas, mas o ideal é encher o carro. Quando se escolhe um alojamento típico de turistas, que não era o nosso caso, é fácil encontrar gente que vai fazer exatamente as mesmas coisas. Quando a vantagem é a poupança, não é difícil encontrar companheiros de programa que queiram partilhar o aluguer.

Puerto Varas, ao contrário da vizinha Puerto Montt, já é uma cidade voltada para o turismo. Há um bonito passeio junto às margens do Lago Lllanquihue, vários roteiros de barco, restaurantes e lojas.
É uma cidade que foi criada a partir de um acordo com a Alemanha, que enviou famílias para se instalarem na região entre os anos de 1852 e 1853. Consta que era uma zona por desbravar e que as famílias alemãs chegaram sem nenhuma base, a ter de criar tudo de raiz em troca de ferramentas e terras. É por isto que a região tem forte influência alemã, facilmente encontrada na arquitetura, gastronomia e religião. A zona é facilmente acessível pela Argentina, com ligação direta a Bariloche.

Nós visitámos o lago Lllanquihue, as quedas de água do rio Petrohué, o vulcão Osorno, o lago Todos los Santos, o Parque nacional Vivente Pérez Rosales e a laguna Verde.
O lago é o terceiro maior da américa do sul e um dos 25 reservatórios de água doce não congelada. Os vulcões Osorno e Calbuco dão uma paisagem especial à região, principalmente para um português, pouco habituado a esta proximidade. O vulcão Osorno tem uma altura de 2652m e 40 crateras, com a última erupção no ano de 1869. A mitologia mapuche chama-lhe vulcão Peripillán e acredita que há um espírito preso dentre dele.
A região é uma forte produtora de leite, carne, trigo, cevada e batata, e a cidade bastante simpática.

O que fazer?
Ir ao vulcão Osorno, principalmente se o céu estiver limpo. Parte da subida é feita de carro e no percurso encontram alguns miradouros. No vulcão, consegue-se subir até metade da altura máxima a pé ou de teleférico. Ir de teleférico custa entre 16.000 e 12.000 pesos chilenos por pessoa, dependente do percurso. Nós subimos parte do percurso a pé, estava frio, mas o caminho faz-se bem, sem muita dificuldade, apenas tendo o cuidado de levar roupa quente, porque as temperaturas descem bruscamente e a subida é bastante ventosa. Convém estar atento ao caminho para ver as diferentes cores das rochas vulcânicas, vão ver rochas com diferentes tons de amarelo, negro, vermelho e castanho. Vão encontrar uma paisagem única, com o negro das rochas vulcânicas contrastando com o branco que cobre parte do cone do vulcão, o verde das montanhas circundantes e o azul do céu e do lago LLanquihue.

Ir aos saltos de do rio Petrohué, que são umas quedas de água. A entrada no parque onde encontram as quedas de água custa 4.000 pesos chilenos e, sinceramente, para quem já foi a Plitvice na Croácia, sabe a pouco. Além disso, os guias do tour tinham-nos dito que a entrada custava 2.000, mas esse é o preço para chilenos. As quedas são dentro de um parque, com casas de banho de acesso gratuito. No Chile, quase todas as casas de banho se pagam, o preço não é muito elevado, e recebem às vezes em troca um pouco de papel higiénico. Restaurantes, alguns parques e shoppings não cobram. O parque tem dois percursos, à esquerda seguem diretamente para a zona das quedas de água, para a direita caminham cerca de 20 a 30 minutos dentro do parque junto ao rio. Recomendamos que comecem pela direita, deixando a melhor parte para o final.

Ir ao Lago Todos Los Santos. É um lago de grandes dimensões com os rios Peulla e Negro como afluentes. O lago desagua em Petrohué, onde origina o rio com o mesmo nome. O lago tem dois portos, Petrohué e Peulla, localidades que vendem serviços turísticos, pois não são unidas por nenhuma estrada. É possível fazer passeios de barco no lago. Se fizerem a tour como nós fizemos, vão ser pressionados a fazer o passeio de barco. Nós não fizemos.

As paisagens são todas bonitas, mas, exceto o vulcão, o resto não se destaca de outros lagos ou de outras quedas de água que poderão encontrar no resto mundo. Não queremos com isto dizer que não merecem a visita, claro que sim, mas em tour talvez seja um preço demasiado alto para o que irão ver. Repetimos que um carro alugado chega, porque o circuito rodoviário não é complexo e, se se “perderem”, para além da certeza de verem coisas bonitas não apresentadas em tour, o Google Maps depressa vos indicará o caminho de regresso.

Passear pela cidade junto à margem do lago LLanquihue. A cidade é bastante acolhedora, não muito grande, aberta, sem grandes arranha-céus, o que a enche de luz natural, refletida nas construções em madeira alpina.

Onde dormir?
Se quiserem ficar em Puerto Varas as alternativas são muitas, para todos os preços. É só procurar com paciência.

Onde comer?
Só almoçámos no restaurante onde a tour nos deixou, sem hipótese de escolha. Não sabemos se há melhores. Não se comeu mal, mas não era barato. Aqui, além dos típicos restaurantes fast-food, chilenos e italianos, acrescenta-se a cozinha alemã.

365 dias no mundo estiveram 1 dia em Puerto Varas, a 3 de Abril de 2017
Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥ 
Preços: médio
Categorias: ilhas, lagos, vulcões, trekking, caminhada, patagónia, natureza, paisagem, gastronomia, património
Essencial: Vulcão Osorno e saltos de Petrohué
Estadia Recomendada: 2 dias (para terem tempo de visitar também Puerto Montt)

DSC_5720DSC_5710DSC_5768DSC_5776GOPR7192DSC_5758

DSC_5684

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s