Space Tour do Atacama (Chile)

O deserto do Atacama é dos sítios mais famosos para ver as estrelas, tão famoso que os maiores telescópios do mundo e os melhores astrónomos estão ali, no ALMA (Atacama Large Millimeter/submillimeter Array). Com base nisso, um dos tours mais famosos é o tour astronómico, ou space tour. Há vários, com diversos preços, e invariavelmente a diferença do preço reflete também a diferença da qualidade.
O tour mais famoso e com melhores críticas é o Spaceobs, com escritório na Calle Caracoles nº166. Custa 20.000 CLP (27€) e tem 10 telescópios. O guia é o francês Alain Maury, e dizem que é ótimo nas explicações. O contacto pode ser feito por e-mail e o pagamento, após reserva, tem de ser feito até às 15h do próprio dia.

Quando ficámos sem grande margem de manobra, passou a ser importante negociar o preço mais baixo para todas os nossos tours. Por causa disso, desistimos da Spaceobs e reservámos em conjunto com os restantes. Juntámos um grupo de cinco pessoas: o vosso casal de viajantes preferido, a Carrie, a Sophie (uma jovem suíça que conhecemos através da Carrie) e o Scott (australiano que conhecemos através das raparigas nessa manhã) e fomos negociar.

stars_tour

Explicaram-nos que seríamos um grupo de no máximo 20 pessoas, que havia 5 telescópios, que haveria explicação em inglês e espanhol, e depois uma ceia.
O ponto de encontro é na extremidade da Calle Caracoles e, logo aí, percebemos que não éramos 20, mas sim 22. A guia que traduzia para inglês não era uma especialista na matéria, estando ali a dar um jeitinho ao astrónomo chileno que só falava espanhol. Nós, poliglotas (3 línguas já contam, não é?), percebemos logo que o inglês não ia funcionar com aquela tradutora e ficámos pelo espanhol. Como conseguíamos ouvir ambas, percebemos que os nossos companheiros perderam partes importantes para entenderem o que estávamos a ver.

O tour começa com a observação e explicação do céu a olho nu, começando também a sentir-se o frio descomunal das noites do deserto, onde uma mantinha dá sempre jeito. Se encontrarem uma manta não a larguem, vai ser a vossa melhor amiga durante todo o tour. O guia apresenta-se, diz o que faz, distribui e apresenta a carta, mostra que parte do céu se vê dali e faz-vos perceber as diferentes posições das estrelas ao longo do ano. Com um laser vai apontando para as estrelas e vai treinando o nosso olho para ver as constelações que se formam e ensina a reconhecer as estrelas mais brilhantes, explicando a nomenclatura de cada uma.  De seguida, explica como funcionam os telescópios, como vai funcionar o tour, a sua divisão em grupos, e que vão ser vistas 10 coisas diferentes no céu, entre estrelas, satélites, planetas, constelações, etc.

Como este tour só tem cinco telescópios e dez pontos a observar existem alguns tempos mortos. O guia prepara os cinco primeiros pontos e a partir daí todo o grupo observa um dos pontos no seu telescópio, para depois esperar pela sua vez no próximo, e assim sucessivamente. No fim dos primeiros cinco pontos, ele configura todos os telescópios para o segundo grupo de cinco pontos e repete-se o processo. Dito assim, parece aborrecido, e pode ser, dependendo da expectativa e interesse de cada um. Quem pensa que vai ver tudo muito maior do que se vê a olho nu vai ficar frustrado. Vê-se ampliado, mas não assim tanto. Não sabemos dizer se na Spaceobs será visto com maior ampliação, visto que o site anuncia que têm os melhores telescópios públicos. Se não estiverem a ver nada, o melhor é chamar o astrónomo, porque o telescópio pode ter deixado de focar o ponto certo. Os telescópios são bastante impressionantes, principalmente os mais modernos que são automáticos. Lembram-se das aulas de ciências da natureza com microscópio? Cada um tinha que focar o seu. Aqui é igual, cada um de nós foca o telescópio para o seu olho.  No escuro, e com a obrigação de girar entre telescópios, dá algum medo de tocar em algum e fazê-lo cair. Imaginem o prejuízo…

Não nos recordamos dos 10 pontos, mas vimos a via láctea, claro, Júpiter com os seus 4 satélites, e algumas das estrelas e constelações mais importantes.
A terceira parte do tour é a sessão fotográfica. O guia tira-vos uma foto com a via láctea atrás e a foto é enviada para o Facebook da página nos dias seguintes. Esta parte é novamente aborrecida para quem está desocupado, além de estar tudo escuro para não se interferir com a fotografia. Se pedirem e levarem a vossa própria máquina, também é possível utilizarem o tripé do tour para tirarem as vossas fotografias às estrelas – nós ainda conseguimos tirar uma.

DSC_6798

A quarta parte é uma explicação sobre a vida das estrelas, imagens dos telescópios profissionais ESO e ALMA e a ceia. A ceia é variada, podem beber vinho, chá, chocolate quente, e há vários tipos de bolachas à disposição. O nosso tour foi feito com o grupo astronómico Astrocoya.
Dependendo da agência, os preços variam entre 18.000 e 40.000 CLP (24€ a 54€).

Vale a pena?
Depende do que gostam. Nós gostámos, apesar do frio e dos tempos mortos, mas houve gente que não achou piada nenhuma. Na nossa opinião, a relação qualidade/preço é boa e é um desperdício estar sob o céu estrelado do Atacama e não aproveitar para o conhecer melhor. Há que referir que só há tour se o céu estiver limpo, sem estrelas no céu não há nada para ver.

365 dias no mundo estiveram 3 dias em San Pedro de Atacama, de 18 a 22 de Abril de 2017
Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥
Preços: caro
Categorias: paisagem, natureza, aventura, deserto, montanha
Essencial: Geysers del Tatio, Tour Astronomica, Lagunas Escondidas de Baltinache, Valle de la Muerte, Salares de Atacama e del Tatio, Piedras Rojas, Laguna Cejar, Lagunas Altiplânicas, Termas de Puritama, Valle Arco-iris, Vulcão de Licancábur, Valle de la Luna
Estadia Recomendada: 4 dias (para fazerem todos os pontos de interesse em carro próprio) ou 1 semana para fazer em tour

Mais sobre o Atacama:

Deserto do Atacama – Fomos enganados mas aprendemos os truques

Guia do Valle da Muerte em bicicleta

Lagunas escondidas de Baltinache

Geysers del Tatio

Guia – Como escolher o melhor tour e agência para o Atacama

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s