Guia – Como escolher o melhor tour e agência para o Atacama (Chile)

Então como se reserva um tour, passo a passo?

A procura das agências deve ser feita com base nos resultados e pontuação de aplicações de viagem, como o Tripadvisor, artigos em blogues e guias tipo Lonely Planet, desde que recente. Cuidado com alguns blogues patrocinados para dizerem maravilhas das agências que lhes ofereceram o tour, leiam até ao fim para perceberem se o bloguer pagou pelo tour ou foi patrocinado para publicitar a empresa.

Após a seleção, poderão contactar diretamente por e-mail para perguntar preços, descontos e tipo/qualidade do serviço oferecido. Não reservem nada, apenas troquem e-mails para perceberem o que vos é oferecido. Os tours comprados na internet tendencialmente custam mais do que no local e, além disso, se encontrarem no hostel alguém que queira fazer o mesmo programa, poderão conseguir descontos de grupo.
Façam uma lista de agências, tours oferecidos e preços. Apontem as diferenças, como número de pessoas, tipo de refeições, etc., registem a morada e adicionem ao vosso mapa.

Atenção aos tours combinados, geralmente existem Valle de la Luna + Valle de la Muerte, Piedras Rojas + Lagunas Altiplánicas, mas nem sempre, podendo também ser vendidos em separado. Achando que encontraram um preço perfeito, têm afinal apenas meio tour.
Chegando a São Pedro há imensas agências, como já vos dissemos. Não sugerimos que visitem todas, mas sim as que vos interessam inicialmente. Selecionem 3 ou 4 empresas (na tal lista inicial, tínhamos a Grado 10, a Cruz Andina, a Whipala Expedition e a Sorbac).

Se não querem gastar muito, risquem logo as empresas de serviço diferenciado, como a Ayllu e a Flavia Bia. Se querem comida cozinhada na hora, grelhados, chef no tour, carro turístico, atendimento personalizado, risquem as mais baratas, como a Latchir ou a Turismo El Relicho, e as que não vos oferecerem desde logo este tipo de serviço, e voltem à Ayllu e Flavia Bia.

A partir daí, percebam se as agências têm veículos próprios ou se fazem subcontratações, acabando por ir com outra agência (é o mais comum). Nós fechámos todos os tours numa só agência e todos, exceto as lagoas, foram feitos por outras agências. Por falta de clientes em época baixa, até as agências diferenciadas são acusadas em blogs de subcontratarem e entregarem os clientes a agências de qualidade inferior.

Muito importante, façam boa gestão das expectativas. Nada é perfeito, e uma empresa ser avaliada com 5 estrelas no Tripadvisor não evita que na vossa vez alguma coisa corra mal. Entendam que muitos destes tours são feitos com guias das comunidades (os proprietários das terras) que não têm formação em turismo.
Perguntem tudo, o que devem levar, vestuário adequado, duração do tour, quantidade de paragens, a formação do guia, se há taxas/entradas não incluídas. Quase todos os locais têm uma entrada que nunca está incluída no preço do tour. Alguns exemplos (preços de Abril de 2017):

  • Valle de la Luna – 3.000 CLP (4€)
  • Laguna Cejar – 15.000 CLP (20,3€)
  • Laguna Tebenquiche – 2.000 CLP (2,7€)
  • Lagunas Baltinache – 5.000 CLP (6,8€)
  • Termas de Puritama – Tarde ou fins-de-semana 15.000 CLP (20,3€); Manhãs 9.000 CLP (12,2€)
  • Lagunas Altiplánicas – 5.500 CLP (7,4€)
  • Piedras Rojas – 5.000 CLP (6,8€)
  • Valle del Arcoiris – 2.500 CLP (3,4€)
  • Geysers del Tatio – 10.000 CLP (13,5€)

Mais uma vez dizemos, troquem e-mails ou peçam uma espécie de contrato que vos assegure o tipo de serviço. Procurem também saber o nome da pessoa que vos está a dar as informações.

Façam um seguro antes da viagem. Estas agências, em toda a américa latina, nunca assumem a responsabilidade se algo correr mal. As únicas empresas que têm “contratos”, servem exatamente para o contrário, para vos obrigar a abdicar da possibilidade de imputar responsabilidades à empresa. Além disso, há países que ainda não têm leis especificas para algumas atividades turísticas, por isso não há pré-requisitos para abrir uma agência, seja ela de desportos radicais ou para vos levar ao salar.

Se alguma coisa não vos parece certo, se a pessoa volta atrás, se foge a uma das vossas perguntas, se os funcionários se contradizem, pensem duas vezes, sigam o vosso instinto.

Não paguem tudo de uma vez e exijam recibo. O recibo, ou fatura, é a vossa única prova de como pagaram. O documento deve ser detalhado, descrever os tours contratados, com datas, ponto de encontro e o preço. Lembrem-se, sempre que pagarem em dinheiro, o preço é ainda mais negociável.

Uma quase certeza, vão encontrar pessoas que estão a ter exatamente o mesmo serviço que vocês e que pagaram mais ou menos que vocês. Não se zanguem. Lembrem-se, quem sabe regatear melhor paga menos. Aprendam as técnicas com eles, e da próxima vez sejam vocês a pagar menos.

Esperamos que estas dicas ajudem os que querem ir ao Atacama, ou basicamente a qualquer destino extremamente turístico da América Latina.

365 dias no mundo estiveram 3 dias em San Pedro de Atacama, de 18 a 22 de Abril de 2017
Classificação: ♥ ♥ ♥ ♥
Preços: caro
Categorias: paisagem, natureza, aventura, deserto, montanha
Essencial: Geysers del Tatio, Tour Astronomica, Lagunas Escondidas de Baltinache, Valle de la Muerte, Salares de Atacama e del Tatio, Piedras Rojas, Laguna Cejar, Lagunas Altiplânicas, Termas de Puritama, Valle Arco-iris, Vulcão de Licancábur, Valle de la Luna
Estadia Recomendada: 4 dias (para fazerem todos os pontos de interesse em carro próprio) ou 1 semana para fazer em tour

Mais sobre o Atacama:

Deserto do Atacama – Fomos enganados mas aprendemos os truques

Guia do Valle da Muerte em bicicleta

Space Tour do Atacama

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s