365diasnomundo.com

10 OBJETOS OBRIGATÓRIOS NAS GALÁPAGOS

Há 10 objetos que não podem faltar nas Galapagos, estes são os nossos essenciais.

Galápagos, o sonho de quase toda a gente. É de senso comum que visitar as Galápagos é caro e nós temos a certeza que foi o local onde mais gastámos durante esta viagem. A maioria dos tours aumentaram 50% nos últimos anos, alguns até mais, e as taxas de entrada subiram para os estrangeiros. Mas há coisas onde podemos poupar, bastando para isso levá-las connosco. Fizemos uma lista de dez itens que para nós são objetos obrigatórios numa visita a estas ilhas do Equador e que devem levar logo convosco, ou porque não vão encontrar, ou porque sairá muito caro comprar/alugar lá.

  1. Protetor solar. Tragam na mala de porão, são caríssimos (25 USD). Geralmente até só vendem embalagens pequenas. É dos maiores arrependimentos dos viajantes quando não vai na bagagem. É obrigatório porque falamos dum destino de praia.
  2. Máquina fotográfica. Aqui, um telemóvel não chega. É necessário uma boa máquina porque às vezes os animais não estão já ali e um bom zoom ajuda.
  3. GoPro. Podem sempre alugar ao dia (20 USD) nas lojas, mas a máquina é indispensável. A vida marinha é fantástica, os leões marinhos adoram posar para os vídeos. Vale a pena levar se tiverem, peçam emprestado a amigos se não tiverem, ou até podem alugar para alguns dos tour de snorkeling. É caro, mas fica mais barato que comprar a máquina.
  4. Camisola de snorkeling. A água é fria para alguns passeios aquáticos mais longos (como Pizon) e, além disso, têm o problema do sol, não há como não apanhar um escaldão durante o snorkeling, mesmo com protetor. Vendem por lá, mas o ideal é levar.
  5. Sacos impermeáveis (dry bag). Metade da estadia é passada dentro de água. Estes sacos são feitos de uma espécie de silicone, são fechados enrolando o topo várias vezes e depois fechando as duas extremidades com uma mola. Vimos usar e é ótimo para pessoas que viajam sozinhas e têm medo de deixar os seus bens na praia, simplesmente indo para a água com o saco.
  6. Chapéu, Panamá, lenços, tudo o que vos proteger a cabeça do sol durante os tours. Os passeios de barco duram todo o dia, portanto são muitas horas dentro de água ao sol. As caminhadas são feitas sem sombra.            DSC_0214
  7. Cartões de crédito de vários bancos, várias redes (visa, american express, mastercard) e dinheiro vivo. Aconteceu-nos um dos cartões não funcionar quase todo o dia, talvez por falta de rede na ilha, e tinha-nos dado jeito algum dinheiro vivo que já tínhamos gasto a pagar os tours.
  8. Guarda-chuva ou apenas capa de chuva. Apanhámos frio e uma chuvada no vulcão para a qual não estávamos preparados (a roupa de frio já tinha sido deixada em Lima).
  9. Acessórios Gopro. Se gostam de mergulho e de fotografia e querem dar um improvement nas vossas fotos, pode fazer sentido criar um kit para a gopro, como filtro vermelho, dome, um punho flutuador e uma caixa estanque para permitir mergulho em profundidade. Pensámos duas vezes se o drone não seria mais essencial, mas acreditamos que a sua utilização não seja permitida pela Reserva Nacional. Não temos a certeza porque, se bem se lembram, o nosso nesta altura estava mortinho da silva. A verdade é que não vimos nenhum.
  10. Kit de snorkeling. Podem alugar, os tours têm incluído, mas são essenciais. Fora dos tours é muito fácil encontrar os animais a bronzear nas praias públicas e é só entrar na água e fazer-lhes companhia. Obrigatório os óculos serem de vidro temperado e não plástico/acrílico.
Galapágos

Este artigo pode conter links afiliados

Partilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Indice

Mais artigos