Esta não é uma lista fácil, não só porque o país é enorme, mas também porque tem muita oferta turística diversificada. Optámos por colocar aqui algumas sugestões de destinos, uma espécie de imperdível para quem visitar a Turquia.

ISTAMBUL

Hagia Sophia: (Ayasofya ou basílica de santa Sofia) apesar da multidão e das obras de reabilitação (dizem que duram há vários anos) o espaço é cativante. Nós ficámos a ver o vídeo que contava a história do edifício. O edifício é bizantino, foi uma catedral ortodoxa, depois católica, uma mesquita, e agora é um museu. Quando o sultão a converteu numa mesquita mandou cobrir os mosaicos, que têm sido lentamente recuperados. Parte do espaço ainda está muito danificado por causa da humidade e aves. Entre pilhagens, terramoto e incêndios, Hagia Sophia foi reconstruída 3 vezes. Merece a visita, deve ser feita cedo, e pode durar 2 horas.

DSC_7820

Sugerimos que visitem também os túmulos.

Palácio Dolmabahçe: (Dolmabahçe Sarayi) é o edifício mais bonito que vimos. Fica na margem europeia do Bósforo. O edifício não é todo visitável, mas dá para sentir a grandeza do edifício. Atatürk, primeiro presidente turco, viveu os últimas dias no palácio. A construção e decoração custou 35 toneladas de ouro, e o lustre que se vê no salão pesa mais de 4 toneladas. O lustre foi um presente da rainha Vitória de Inglaterra e é gigante.

DSC_8509

 

Igreja de Chora: (Kariye Müzesi) é uma das igrejas católicas mais bonitas da cidade, apesar de muito danificada. Tem uma história semelhante a Hagia Sofia, tendo sido convertida em mesquita e os seus frescos e mosaicos cobertos. Durante a nossa visita estava em obras, sendo visitável parcialmente e por fases. Nesta altura (outubro/2018) visita-se a entrada e corredor da direita. Para nós, foi impressionante, os frescos e mosaicos são pormenorizados, representam histórias bíblicas, com muito dourado, muita cor. Foi talvez dos sítios onde encontrámos menos turistas, talvez por ficar mais afastada da rota habitual do centro. Quem conhece histórias da bíblia vai reconhecer nos frescos algumas personagens.

DSC_8124

ESMIRNA

Eféso: há muitas ruínas especiais na Turquia, mas aqui ficava o templo de Artémis, uma das 7 maravilhas do mundo antigo. O espaço é espetacular, extremamente concorrido, e dá uma ideia de como estas cidades eram organizadas e desenvolvidas, custando a crer que existiam há 2000 anos. Éfeso é provavelmente o maior espaço que visitámos. Fica próximo da casa de Maria, para quem fizer questão de conhecer.

DENIZLI

Pamukkale: É uma das imagens de marca do país. A cascata de travertino não é tão fantástica como se consegue ludribiar nas fotos, mas há que dar na mesma todo o crédito a esta maravilha natural/artificial. Quem vê as fotos que circulam pela internet fica com a ideia de que a montanha jorra água em todo a sua extensão, mas, afinal, a água está bastante circunscrita/controlada. Esta é a parte menos boa, junto com o mar de gente que visita o espaço, mas mesmo assim é bastante especial. A montanha parece coberta de neve, a água desce quente e os tanques são transparentes. É possível sobrevoar a montanha de balão ao nascer do sol e também é possível ver o anfiteatro de hierapolis.

CAPPADOKYA

Este foi talvez o local que mais nos desiludiu. Atenção, é único e inesquecível, mas não tão especial como imaginávamos. Talvez porque estamos viciados (mais a Raquel) em verificar os locais pelo instagram, onde tudo é meio aldrabado/exagerado/potenciado. Sem dúvida, a não perder, os vales, os museus ao ar livre e as cidades subterrâneas. A graça da região é a rocha escavada, seja em gruta ou em altura. Muitas casas nas rochas estão abandonadas, servindo de museus, miradouros ou apenas atrações, mas ainda é possível encontrar algumas habitadas, além dos hóteis (a maioria construídos propositadamente para esse efeito).

Passeios de balão: a graça dos passeios de balão na Capadócia é a conjugação da paisagem com cerca de uma centena de balões em simultâneo no ar. Portugal tem locais lindos para passear de balão, a Turquia tem outros locais fantásticos, mas nenhum consegue a proeza de proporcionar um voo com tantos balões em simultâneo.

Avanos: entrar numa loja de cerâmica. Vejam o artista trabalhar, experimentem sentar-se na mesa e moldar o barro, façam perguntas, peguem nas peças e, claro, comprem alguma coisa.  Nós estivemos numa gruta na loja de cerâmica, propriedade da família de artistas.

DSC_0713

RIVIERA TURCA

Várias cidades, como Bodrum, Kas, Marmaris, ou as ilhas, como Rodes e Kos, formam a Costa Turquesa, de Esmirna a Anamur.  Snorkeling, mergulho, praia, passeios de barcos, parapente, quase tudo pode ser experimentado nesta costa, com um mar a 28 graus, com tartarugas e golfinhos, e muitas outras espécies. Temos pena de não ter aproveitado tanto esta zona como merece. Tínhamos as férias demasiado programadas para a parte cultural e histórica e deixámos pouco tempo para relaxar. As praias merecem ser aproveitadas. Atenção que não há muitas praias de areia fina.

Kaputas: Uma das praias mais famosas e de areia. É de difícil acesso e com pouco espaço para estacionar o carro, junto à estrada principal. Fica numa encosta escarpada que emoldura esta praia, num cenário único.

Lagoa azul: apesar de ter entrada paga vale o investimento.

DSC_9748

Lagoa Azul (Oludeniz)

Kas: Achámos inesquecível, por vários motivos. Ficámos hospedados num petit hotel numa península, vimos tartarugas, as águas eram quentes e tivemos um jantar delicioso, nesta cidade pitoresca extremamente acolhedora.

Fica também a referência extra a Bodrum, com um ar muito pitoresco.

 

DJI_0014

Kas

365 dias no mundo estiveram 15 dias na Turquia, de 30 de setembro a 14 de outubro de 2018

Se gostam de viajar como nós 🙂 têm de experimentar utilizar a momondo para vos ajudar no planeamento, nós usamos principalmente na procura de voos, mas podem também encontrar hotéis ou reservar carros. Para vocês não muda nada, mas a nós ajuda-nos se seguirem o nosso link para chegar ao site, é só clicar aqui.