Aniversários e Páscoa são festividades comemoradas habitualmente em família, mas… nós gostamos de aproveitar para viajar. Com um dia de férias é possível aproveitar 4 dias inteiros e acabámos por festejar o aniversário do Tiago em viagem. Há um problema, tudo é mais caro durante a Páscoa. Gastámos mais em hotel do que queríamos e acabámos em opções mais fraquinhas, mas não queríamos adiar esta viagem. Porquê a Extremadura? Ao olhar para o mapa percebemos que não conhecemos nada, ou quase nada, e decidimos começar pelo rio Tajo (versão espanhola do Tejo) e Extremadura.

A comunidade autónoma de Espanha tem duas províncias, Cáceres a norte, a que escolhemos para esta viagem, e Badajoz a sul. Mérida é a sua capital. Fala-se castelhano e não fica assim tão longe da nossa fronteira. Badajoz fica na linha de Elvas e Cáceres na linha do Marvão.

O centro histórico de Cáceres é património da UNESCO e visitar esta cidade é viajar no tempo. Toda a gente recomenda passear pela cidade de noite e acreditamos que realmente valha a pena, mas nós só o fizemos durante o dia porque fomos dormir a Mérida. Começar onde? Estamos em Espanha, certo? Começa-se pelo de sempre, a Plaza Mayor, a grande praça central onde tudo acontecia.

DSC_4037

O que visitar:

Plaza Mayor: não é a típica praça redonda, sendo mais comprida. Algumas das atrações são aqui, outras estão muito perto. Tem um bom local para tirar fotos, o nome da cidade.

DSC_4008

Arco de la Estrella: depois de passar o arco deve-se andar pelas ruas, as largas e também pelas estreitas.

Torre de Bujaco: fica na Plaza Mayor, tem uma boa vista sobre a praça, é imponente. Tem influência árabe.

Concatedral de Cáceres: catedral de estilo gótico do séc. XVI. O retábulo é diferente, precisamente por nunca ter sido pintado é que se torna espetacular.

DSC_4020

É possível subir à torre dos sinos e apreciar a vista da cidade. Inclui um pequeno museu na sacristia e pequenas capelas. A visita custa 4€ e inclui audio-guia em português. Vale a pena seguir os pontos do audio-guia.

DSC_4025

DSC_4029

DSC_4028

Igreja de são Francisco Xavier: a igreja tem duas torres onde se pode subir e onde a vista não desilude. 2€ por pessoa que inclui a subida à torre. Não subimos.

Museu de Cáceres e Bairro Judeu: este museu é grátis e conta a história da cidade. Atrai não só quem quer conhecer a história da cidade, mas também pela sua cisterna da cave, que é interessante, mas a de Istambul deixou-nos mais impressionados.

DSC_3994

DSC_3998

Museu Árabe: acaba por ser uma casa museu com toda a decoração árabe. A entrada custa 1,5€/pessoa. Fecha à hora de almoço durante cerca de 2 horas. Tal como a casa do Alentejo em Lisboa, parece que ao passarem a porta atravessaram um portal e passaram para as Arábias. Estava fechado na quinta-feira em que fomos.

Palácio dos Golfines de Abajo: este palácio fica ao lado da catedral. Está mobilada com os bens da última família que lá residiu. A entrada custa 2,5€.

É preciso ter cuidado com os horários das atrações, geralmente abrem às 10h e muitas têm um horário de fecho alargado durante o período de almoço.

Onde comer:

Há várias opções, desde restaurantes mais tradicionais a casas de tapas.

Nós fomos ao BOS tapería, muito perto da Plaza Mayor. Pedimos hamburguesa, a pensar que vinha grande, mas veio um mini hambúrguer. Tem esplanada e se virem uma mesa livre sentem-se antes que alguém a tome por vocês.

DSC_4006

DSC_4005

Ao lado, também na Plaza Mayor, sugerimos que experimentem La Tapería e a Tapería La Tula.

Onde dormir:

Casa Don Fernando na Plaza Mayor e Hotel Albarragena, Baluart Apartments ou Gran Hotel Don Manuel fora da praça, mas próximos.

365 dias no mundo estiveram na Extremadura de 17 a 20 de abril de 2019

Caceres.png