365diasnomundo.com

516 AROUCA: PRONTOS PARA A PONTE SUSPENSA? (PORTUGAL)

ponte suspensa de Arouca
Arouca tem vindo a apostar forte no turismo local. 516 Arouca, ou a maior ponte suspensa pedonal do mundo, faz parte do plano visionário do município.

Desde 2019 que se fala da grande obra de engenharia que seria construída em Arouca, mas a pandemia e o atípico ano de 2020 foi adiando a inauguração da ponte 516 Arouca, apresentada como a maior ponte pedonal suspensa do mundo a 2 de maio deste ano.

A ponte pedonal faz parte de um plano visionário para a região. Para começar, em 2005 criou-se um geoparque e, devido ao seu conteúdo geológico incomparável, como as maiores trilobites do mundo e as pedras parideiras, a UNESCO reconhece-o como Geoparque Mundial. Mas o município quis ir mais longe e em 2015 inaugurou os famosos passadiços do Paiva. Agora, a 175 metros de altura do mesmo rio, encontra-se “a maior ponte pedonal suspensa do mundo”, a unir Alvarenga e Canelas. Uma grande obra de engenharia que irá atrair à região não só os amantes da natureza, mas também os apaixonados pelas maravilhas que o homem consegue construir.

Maior: sim ou não?

Os pilares têm cerca de 35 metros de altura e a ponte uma extensão de 516 metros. Isto faz dela a maior ponte pedonal suspensa do mundo à data do seu planeamento, ultrapassando a ponte Charles Kuonen na Suíça (2017).

A Ponte Charles tem 494 metros de comprimento e 85 metros de altura. Fica dentro do Europaweg, em Randa, nos Alpes Suíços. Encontra-se a meio de uma caminhada de dois dias, mas visita-se num percurso circular de 8,6km por 28CHF.

Ao mesmo tempo que em Arouca continuavam a 516, no Nepal, em julho de 2020, inaugurou-se uma ponte pedonal suspensa com 567 metros. Se isto prejudica a ponte 516 Arouca? Poderia pensar-se que sim, mas o município esclarece que a ponte seria a maior de mundo em 2018, data em que começou a ser construída, e em 2020, quando seria inaugurada. O slogan da maior ponte pedonal suspensa surgiu aí e foi assim que a ponte foi publicitada durante todo o período de construção.
Se procurarem na internet é a ponte de Arouca que vos vai aparecer, sendo mesmo difícil perceber como é a ponte do Nepal sobre o rio Kaligandaki, em Baglung. Os arouquenses também podem argumentar que a ponte nepalesa não passa de um tabuleiro em suspensão invertida, enquanto a portuguesa tem um sistema com pilares nos topos e cabos a suspender o tabuleiro. O argumento até pode ser válido, uma vez que o recorde do Guiness se mantém na japonesa Kokonoe Yume com “apenas” 390 metros, tendo esta um perfil tradicional de ponte suspensa.

Ficamos na expectativa de ver a ponte portuguesa inscrita no livro do recordes e até lá o slogan mantém-se. É provável que a ponte continue a ser publicitada como a maior do mundo, com o argumento de ter sido construída com tecnologia de ponta, de forma a ser completamente segura e suportar 2000 pessoas em simultâneo.

Serra de Montemuro
Fonte: https://www.dezeen.com/2021/05/07/worlds-longest-pedestrian-suspension-bridge-portugal/

Como visitar:

Apenas conseguem comprar na página oficial. Vão a 516Arouca e escolhem bilheteira. Precisam de definir a data, a hora (8:30, 14, 15:30, 17 ou 18:30), a entrada que querem (Alvarenga ou Canelas) e a quantidade de bilhetes. Preenchem o formulário e podem pagar por MEO wallet, MBWay, multibanco ou cartão de crédito.

  • Preço:

O bilhete inclui a entrada nos passadiços do Paiva, mas podem ir só até à ponte e regressar por Alvarenga.
Adultos pagam 12€, mas crianças dos 6 aos 9 anos, jovens ou estudantes até aos 17 anos e adultos com mais de 65 anos pagam 10€. Também há pacotes de família.

  • Horário:

Depende da época do ano, vejam no site, mas a abertura é entre as 8h e as 9h, encerrando entre as 17h e as 20h.

Como chegar:

Há estacionamento em Alvarenga e no Areinho, mas o acesso até aos pórticos é pedonal.

Nota:

A ponte não vai agradar a todos, e não falamos só pela altura a que se encontra e em vertigens. Falamos do impacto ambiental, seja pela sua construção ou pela quantidade de turistas que atrai, temas que merecem sempre reflexão. Pensem nisso antes de visitar ou não a ponte, para depois não serem apanhados de surpresa.

Nós ainda não atravessámos a 516 Arouca porque a bebé não pode entrar. Como ainda não fica muito tempo longe da mãe vamos esperar alguns meses e depois iremos.

Este artigo pode conter links de afiliados.

Partilhar:

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Indice

Mais artigos

Europa

PARQUE NATURAL DO MONTESINHO (PORTUGAL)

Em plena terra fria transmontana encontramos o Parque Natural do Montesinho. Aqui entre cabeços e vales escondem-se aves (águia-real e cegonha-preta), peixes (truta) e animais

Ler Mais »