365diasnomundo.com

12 ARTIGOS ESSENCIAIS PARA UM BEBÉ DOS 6 AOS 12 MESES

Um bebé viaja com os pais, mas implica algumas alterações as rotinas de viagem. E acrescenta bagagem. Uma bagagem específica.

Depois de dizermos o que são artigos essenciais para bebé até aos 6 meses queremos actualizar a lista dos 6 aos 12 meses. Alguns itens ficam para trás e outros mantêm-se. Acrescentámos principalmente na parte de alimentação que até aos 6 meses foi de amamentação em exclusivo.
Para nós estes são os 12 artigos essenciais para viajar com um bebé de 6 a 12 meses.

Carrinho/ovo/cadeira auto

Já podem viajar sem ovo, e levar só o carrinho normal, problema, as viagens de carro. Nós mantemos o nosso doona em todas as viagens, apesar de sabermos que um carrinho já seria mais confortável. Quem não tem doona pode conjugar carrinho com cadeira auto nas viagens. Ao contrário dos carrinhos as cadeiras não fecham. Levem só se for para andar de carro.

Marsúpio + capa de inverno

O nosso Isara The One é dos nossos produtos preferidos na jornada da paternidade. Serve para acalmar o bebé, para adormecer, para transportar e até é possível amamentar o bebé nele. Este inverno acrescentámos a capa que também é versátil, encaixa no ovo e cobre o bebé de forma mais eficaz que uma manta.

bebé em marsupio

Se quiserem comprar directamente à marca (às vezes há boas campanhas) temos um link de afiliados, basta clicarem na imagem.

Cama de viagem

Muitos bebés passam a dormir sozinhos nesta fase. Se o alojamento não tiver berço ou cobrar por ele pode ser vantajoso levar uma cama de viagem dobrável. Antes desta fase já vimos casais viajantes que transformavam a mala de viagem num berço pondo o ninho lá dentro.

Apartamento

Cadeira de alimentação

Há vários modelos que funcionam em viagem. Faz sentido porque temos visto em muitos restaurantes cadeiras de alimentação que servem bem a partir dum ano e menos bem dos 6 aos 12 meses. Também podem optar só por um sistema que se adapte a uma cadeira normal. Aqui acrescentamos os babetes e talheres habituais. Dá para desenrascar sem, claro, mas facilita.

Copo de água

Nunca viajamos sem água para a Maria em garrafa pequena ou no seu copo 360°. Falamos no copo porque tem a vantagem de não verter, não partir e de lhe dar autonomia.

Kit saúde

Continua a fazer sentido para nós viajar com termómetro, tesoura de unhas, benuron, soro fisiológico, seringa e compressas. Faz também parte do kit o conjunto de medicamentos para a alergia da Maria e o repelente, dependendo do destino. Em alguns destinos pode fazer sentido levar rede mosquiteira para o berço e o carrinho. Não se esqueçam do protector solar mineral.
Se falamos duma viagem fora de Portugal faz parte o boletim de vacinas. Na Europa temos o cartão europeu de doença.

Marmita e mala térmica

A nossa marmita da Miniland mantém a comida quente durante 6 horas. É óptima para a primeira refeição em viagem ainda ser de casa. A mala térmica leva a água, a marmita e outros snacks e os medicamentos da alergia. Sabiam que nos voos o bebé pode levar comida líquida?

Fraldas e toalhitas

Aprendemos que em Cuba a mãe tem um ano de licença. Após esse tempo o bebé vai para a creche. Deve ir desfraldado, autónomo na alimentação e a andar. Ainda bem que trouxemos fraldas…

Conheçam o destino. Sabíamos que em Cuba não íamos encontrar supermercados.

Roupa e calçado

Apesar de acontecer menos vezes a Maria continua a sujar muita roupa. Viajamos sempre com 2 pijamas ou roupa interior com que consiga dormir. As mudas são mais que os dias. Levamos dois conjuntos UV e duas fraldas de banho para destinos de praia ou com piscina. Pelo menos um chapéu ou algo do género é essencial. Óculos de sol também estão na lista. Destino com mosquitos devem trazer algo de mangas compridas e um casaco. Destinos de neve ou bastante frio roupa impermeável e camadas são essenciais.

A Maria já se levanta, por isso o calçado já tem alguma importância. Trazemos dois pares de sapatos. Bebés que não andam podem andar descalços ou de meias.

Nós não somos de andar com fraldas de pano atrás, mas uma fralda é muito versátil. Pode cobrir o bebé, fazer de muda fraldas, manta, babete, guardanapo. Uma musselina também serve.

Video monitor

Malta, dá para desenrascar sem. Dois telemóveis, Wi-Fi e WhatsApp também servem. No entanto, na nossa opinião os pais ficam mais descansados se virem o bebé.

Alimentação

Agora nesta fase o bebé conjuga o leite (materno ou artificial) com a introdução alimentação. Da nossa experiência o leite continua a ser o alimento principal e a alimentação complementa a nutrição do bebé. Como dizemos acima tentamos levar uma refeição na marmita. Levamos snacks e depois ou cozinhamos ou gerimos o que há disponível. Geralmente é fácil encontrar algo que cumpra as regras de hidrato de carbono, fonte de proteína e a fruto-hortícola, o problema está no sal. Pode fazer sentido escolher um alojamento com cozinha e resolverem vocês esta parte. Em Cuba tivemos alguma dificuldade com frutas e legumes, no buffet do nosso hotel. Os legumes ou estão salgados ou são enlatados ou não têm bom aspecto. Ou então são apresentados em modo salada com molhangas. As frutas estavam pouco maduras. Bastou pedir a massa ou os grelhados sem sal.

Brinquedos

Nesta fase do bebé os brinquedos já têm alguma importância. Um livro, um brinquedo habitual, o doudou e a chupeta podem salvar-vos algumas horas. Ao mesmo tempo que dizemos isto pensamos que também é fácil entreter o bebé com coisas que não são brinquedos como garrafas de água.

Temos a noção que a escolha dos artigos de bebé de viagem dos 6 aos 12 meses é dependente da família, da sua dinâmica em viagem e do feitio dos pais ou do bebé. Outros pais podem optar por outros objectos. Digam-nos vocês, o que levavam a menos ou a mais?

Este artigo pode conter links afiliados

Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Indice

Mais artigos

Blog

É FÁCIL VIAJAR COM BEBÉS?

Viajar com bebés é fácil? Pode ser. Queremos dizer que há pequenos truques, mas que é a gestão de expectativas que facilita tudo.

Ler Mais »
Blog

PRENDAS DE ÚLTIMA HORA!!!!

É dia 23 de dezembro, são 23h, olham para a vossa árvore e não há nem um embrulho debaixo. Como safar prendas de últimas hora? Duas hipóteses: renderem-se a passar o dia 24 nas compras, ou… lerem as nossas sugestões.

Ler Mais »