365diasnomundo.com

FESTA DA FLOR (MADEIRA)

Quando visitar a Madeira? SEMPRE! Uma das épocas em que vale a pena é durante a Festa da Flor em maio.

Já devem ter percebido que a Madeira é o nosso destino de repetição. Já fomos algumas vezes, principalmente após a chegada da Maria. Tentamos não ir sempre na mesma altura para conhecer a ilha em diversas estações do ano e épocas festivas. Este ano escolhemos a Festa da Flor, já que nos passou ao lado em 2021 por meia dúzia de dias. Para quem ache que é uma ilha que se visita rapidamente, somos sempre surpreendidos com novidades. Numa próxima ida já temos mais uns pontos a visitar guardados na manga.

A Festa da Flor celebra a chegada da primavera, sendo geralmente em maio. Em 2021, devido à pandemia, aconteceu em setembro. A ilha enche-se de flores, já não sendo uma decoração restrita ao Funchal. Edifícios governativos ou de entidades de estado ficam com as fachadas decoradas. Vários espaços privados colocam tapetes de flores na sua entrada. As cidades são decoradas com pontos preparados para fotografar e ficarem perfeitos nas redes sociais.

tapete florido festa da flor

História

O Ateneu Comercial do Funchal organizava vários eventos, como a Festa da Primavera e a Festa da Rosa. A Festa da Rosa era um sucesso, com prémio para as melhores flores expostas. O seu sucesso fez como que fosse um evento repetido anualmente. A Festa da Flor remonta a 1955 e à junção destes dois eventos. Desde 1979 é a Direção Regional do Turismo que organiza a Festa da Flor. São vários dias de festa, mas os cortejos concentram-se em quatro dias. Começa com o cortejo infantil, onde cada criança desfila com uma flor que é depositada no muro da esperança. Há o mercado das flores na Avenida Arriaga com alguns tapetes de flores. E o terminar no grande Cortejo da Festa da Flor, no domingo, que leva centenas de pessoas vestidas a rigor, seguidas pelo carro alegórico da sua associação. Carros e figurantes desfilam e dançam pela Avenida do Mar. Continua a haver eventos até ao final do mês de maio, como o torneiro de golfe no Palheiro Gardens.

figurante festa da flor
cortejo alegórico festa da flor

Decidimos assistir como um verdadeiro turista, na bancada. Pedimos à Quinta do Furão para nos tratar de tudo, e eles assim fizeram. Compraram os nossos bilhetes (30€ cada um), trouxeram-nos o lanche e fizeram-nos uma visita guiada pelas ruas decoradas da cidade. Por sorte calhámos no topo da bancada e via-se bem. Ficar na primeira fila tem a vantagem de ver de perto as trupes e os detalhes dos vestidos e carros alegóricos. O bilhete incluía um chapéu de palha, mas água e protetor solar são essenciais. Para proteger a Maria nós levámos um guarda chuva. O desfile começou às 16:30h, com 13 carros alegóricos e 1400 figurantes. Este ano tinha como tema “Madeira, a magia das flores”. Os 7800 lugares sentados esgotaram.

Achámos graça à segunda Associação, que tinha música original. E talvez só um português ou um residente em Portugal perceba onde esteve a graça para nós. A música falava na Geringonça (nome com que ficou conhecido o acordo governativo da esquerda – PS, BE e PCP) e nós demorámos a perceber que não era uma crítica política mas sim uma celebração dos 35 anos da Associação de Animação Geringonça.

Depois do desfile, os carros alegóricos são estacionados junto à marina, para que possam ser vistos com detalhe. Acreditem em nós, havia carros espetaculares, com detalhes lindos. Algumas associações tinham cantores que interpretavam a música a vivo. Havia bailarinos profissionais, músicas originais, e os vestidos das senhoras e crianças vistos de drone (vimos depois na RTP play em casa) fazem-nas parecer flores rodopiantes.

carro alegórico festa da flor

A nossa opinião

Gostámos muito, mas é um evento demorado. Na nossa opinião basta ver nas bancadas uma vez (a não ser que sejam verdadeiros fãs). Não sentimos que a cidade estivesse demasiado cheia, talvez porque a maior enchente é apenas no domingo (há voos que chegam só para o evento).

Para estacionar não tivemos nenhuma dificuldade porque chegámos cedo. Estacionámos no centro comercial La Vie e foi gratuito.

Vale a pena visitar a ilha nesta época porque fica toda florida. Várias cidades tinham praças decoradas e baloiços de flores. Não consideramos que nos tenha saído caro escolher visitar a ilha numa época alta (a chegada da Ryanair deve ajudar a democratizar o preços). Mesmo assim, como tivemos que pagar lugar e malas por viajar com a Maria gastámos 200€ para os três. O aluguer do carro já estava caro, cerca de 500€ uma semana, e abdicámos.

Este artigo pode conter links afiliados

365 dias no mundo estiveram na Madeira de 3 a 11 de maio de 2022

Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Indice

Mais artigos

Europa

MERCADOS DE NATAL

Voces são de mercados de natal ou nem por isso? Aqui nem por isso, sim, achamos as fotografias que vemos lindas, mas é uma romaria exagerada.

Ler Mais »