365diasnomundo.com

EXPERIÊNCIA HOTELEIRA: OCTANT FURNAS, SÃO MIGUEL

Um hotel pode marcar a diferença numa viagem? Sem dúvida! O Octant Furnas destacou-se em toda a viagem pela positiva. Quase tivemos vontade não sair.

Acreditamos que há sempre condições de viajar, com ou sem dinheiro, com crianças, de mochila às costas ou de trolley, mas nos últimos anos temos dado primazia a algum conforto. A qualidade da estadia passou a ser mais importante do que gastar o mínimo possível, talvez porque passámos a viajar menos dias e porque precisamos de regressar descansados. Não somos dos pais que acham que o último a chegar se tem de adaptar por isso funcionamos num mix de adaptar a viagem aos horários da Maria (com alguma flexibilidade) e visitar tudo o que queremos conhecer.

Em São Miguel quisemos ficar em 3 sítios, o Octant Furnas foi um dos mais desejados. E só podemos indicar que superou as expectativas. Começou por ser o Furnas Boutique Hotel, mas o grupo DHM decidiu fazer um rebranding e agora existem vários hotéis Octant no país, Furnas, Ponta Delgada, Douro, Lousã, Santiago, Praia Verde, Évora e Vila Monte. A marca Octant não trouxe só um aumento de preços (conhecemos quem tenha estado no Furnas Boutique Hotel uma noite com pequeno-almoço e jantar por 50€), mas claramente um aumento de qualidade. Diríamos até que não é um hotel barato, mas que oferece uma relação qualidade/preço bastante boa. Ou seja recebem mais em serviços do que o que pagam.

Comodidades

O hotel é completamente family friendly muito recomendado por nós. Para terem uma ideia, à nossa espera não tínhamos só um berço, mas um doudou, um pato de borracha, um kit amenities da Uriage, um roupão e toalha de banho, um muda fraldas. Todas as noites abriam a cama, vinham deixar uma história para a Maria e um cartão com uma curiosidade da região para nós. Nós tivemos direito a espumante, fruta com chocolate, chapéus de palha e um saco, tipo saco de praia. Havia guarda-chuva no armário, chinelos e roupões. Tínhamos uma coluna da Marshall no quarto, direito a água e refrigerantes locais (kima) grátis todos os dias.

O hotel tem um restaurante (À Terra) de serviço à carta. E SPA, ginásio, piscinas interior e exterior aquecidas. Há sempre toalhas colocadas na espreguiçadeiras junto à piscina interior. Recebem um jarro de água aromatizada enquanto estão na piscina. Atrás da piscina interior há duas pequenas, uma de água fria e uma de água quente. Existe ainda sauna e banho turco. O restaurante permite participar na colocação do cozido dentro das furnas. Fazem cestos de picnic e há actividades diárias. A Raquel participou na do SPA e voltou com um belo esfoliante.

O hotel tinha uma Coffee Table a funcionar da meia noite às 6h com leite, sumos, chá, café, fruta, pão e croissantes. Durante todo o dia há na recepção gomas, fruta e água aromatizada. Há bicicletas disponíveis, um bar com jogos de tabuleiro e uma loja de produtos regionais.

Tem vários tipos de quartos, inclusive uns com mini piscinas privadas.

Pontos positivos:

  • simpatia dos funcionários;
  • preparação do quarto para receber bebés;
  • actividades gratuitas para hóspedes;
  • piscinas aquecidas;
  • coffee table;
  • variedade do pequeno-almoço;

Pontos negativos:

  • pode parecer caro à primeira vista;
  • depósito de reserva no valor duma noite (se for feita com muita antecedência, é chato ter ali o dinheiro empatado);
  • a esplanada fechada do restaurante precisava de alguns cuidados de manutenção;

Pagámos cerca de 170€ por noite, ao fim de semana.

Este artigo pode ter links de afiliados

Partilhar:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Indice

Mais artigos

Europa

MERCADOS DE NATAL

Voces são de mercados de natal ou nem por isso? Aqui nem por isso, sim, achamos as fotografias que vemos lindas, mas é uma romaria exagerada.

Ler Mais »
Europa

SALVATERRA DE MAGOS: O DESCANSO EXÓTICO DE LUXO

A visita até Salvaterra de Magos foi puramente decidida com base no hotel. Não acontece com frequência, mas a chegada dum bebé muda muita coisa. Queríamos descansar sabendo que continuávamos perto de Lisboa.

Ler Mais »