365diasnomundo.com

O QUE FAZER EM IBIZA (ESPANHA)

Ibiza tem fama de ilha de noitadas e discotecas, mas continua a ser destino de praia familiar. Comprovámos que vale a pena ir a Ibiza em família e com crianças pequenas.

Lembram-se da música “I want to live in Ibiza”? Bem, viver em Ibiza NÃO, NÃO e NÃO, mas regressar de férias SIM e SIM. Ibiza criou aquela fama de ilha perfeita para noite, copos e música electrónica e muita gente acha que é só isso. É verdade que tem as maiores e “afamadas” discotecas da Europa (Pacha Ibiza, Amnesia Ibiza, Ushuaia), é a casa mãe das despedidas de solteira, festas de final de curso, férias de grupo de amigos, férias pós-separações/divórcios e as séries/filmes filmados aqui utilizam sempre a noite como pano de fundo (White Lines – Netflix). Por todas as estradas há placares a anunciar a próxima festa ou o DJ residente, à porta dos restaurantes existem calendários a anunciar David Guetta, Calvin Harris, e muitos que nem sabemos quem são. Só que também existe uma Ibiza de praias maravilhosas com águas transparentes perfeita para férias em casal ou famílias.
E depois temos a porta de entrada para Formentera, a maneira mais fácil de chegar ao “paraíso” é por Ibiza.

Nota: Não percam o nosso artigo sobre Formentera

O que fazer

Depende do que vos trouxe a Ibiza, o forte será PRAIA ou NOITE, mas a ilha tem mais interesse.

Praias: sendo uma ilha há praia em todas as direções, mas umas destacam-se. Há umas mais urbanas e com infra-estruturas e outras mais isoladas.

  • Oeste: Cala Bassa, Platges de Comte, Cala Tarida, Cala D’Hort e Cala Salada
  • Este: Cala San Vicent, Platja Agua Blanca e Platja Es Figueral
Praia de Comte

Nós fomos a várias. Não tínhamos guarda-sol, por isso fomos e regressámos sempre cedo. Em alguns casos fizemos três ou quatro praias num dia, uma de manhã, espreitar outra, almoçar, sesta, espreitar outra e escolher uma quarta praia para a tarde. Não achamos muito sustentável andar sempre a comprar guarda-sóis no destino de praia, principalmente porque depois não se trazem no avião. Têm alguma solução para isto? Partilhem connosco.

Clubes noturnos: Pacha, Eden, Hi, Ushuaya, Amnesia, Es Paradis. Nós não fomos a nenhum, mas vimos videos de amigos e conhecidos em algumas delas. Há clubes de praia com música e festas de piscina. Escolham a que vos apetecer, pelo DJ, pela localização, e até pelo preço. A noite não é barata em Ibiza.

Passeios de barco: sendo uma ilha passear de barco é uma das actividades mais populares. Primeiro permite conhecer Formentera, Es Vedra, ou outros ilhéus e mesmo na ilha principal permite visitar praias que muitas vezes estão inacessíveis de outra forma. Uma das coisas que pensamos sempre que gostaríamos de fazer um dia é umas férias pelas baleares em barco privado.

O que visitar

Dalt Vila: é uma cidade muralhada, elevada. Se estiverem no porto veem a cidade no topo. A entrada na cidade é feita pelo portal Ses Taules. Aqui encontram o Castelo, as 7 torres da muralha, a Catedral, o Museu Diocesano, o Museu Arqueológico e outros museus e igrejas. As muralhas são do século XVI, construídas para defender a região dos constantes ataques de piratas. Património UNESCO é a única fortaleza da época que ainda se encontra completa, a par da de Valletta. Não visitámos porque nos concentrámos em dias de praia e nos deu preguiça de subir com a Maria a pé, mas adorámos o aspecto das ruelas típicas que nos levam até lá, numa próxima vez visitamos com certeza. Há várias formas de visitar a cidade entre muralhas, através de free tour, ou através das visitas teatralizadas do município, estas pagas. Custam 10€, adulto ou 5€, dos 7 aos 16 anos, e reservam-se por email (informacioturistica@eivissa.es). Acontecem aos sábados ao por-do-sol.
É possível ficar alojado aqui.

  • Castillo de Eivissa: o castelo é do século XVI. Tem sido sempre a sede do governo, incluindo a casa do Governador, mas está em reabilitação para se tornar o Posto de Turismo. As melhores vistas para o castelo são dos bastiões São Bernardo e São Jordi.
  • Catedral de Santa Maria: foi construída sobre uma mesquita, que já tinha sido erguida sobre um templo romano. A abóboda e o campanário são do século XIV, mas o restante edifício é a mistura dos últimos tempos e de diversas alterações. Fecha às segundas-feiras e domingos.
  • Museo Diocesano: foi remodelado em 2006, mas existe desde 1965. A entrada é feita pela Catedral e o museu fica na sacristia e sala capitular. Fecha às segundas-feiras e domingos.
  • Casa Colom: a casa do século XIV, junto à capela de Santa Ciriac é conhecida como tendo sido a casa de Cristovão Colombo. A teoria do historiador Neto Verdera é sustentada em documentos em exposição no museu. Não abre todo o ano, só nos meses de verão. A entrada custa 3,5€.

Porto Eivissa: é uma porta de entrada de cruzeiros, ferry, iates, barcos e linhas regulares para outras baleares (principalmente Formentera) e o continente (Valência). Divide-se em pequenas áreas e marina (Botafoc Ibiza) onde atracam várias companhias. Tem vários bares e restaurantes e a marginal termina no farol de Eivissa.

Santa Eulària des Riu: é a zona mais calma de Ibiza, mas igualmente agitada no verão. Santa Eulália é a única das cidades baleares que tem um rio de água doce. O rio alimentou os moinhos de Puig de Missa.

Torre d’en Valls (ou Torre de Campanitx): Ibiza, tal como Formentera, sofreu vários ataques de piratas e as torres de vigia foram essenciais para a sua defesa. Sobram 7 e uma é a Torre d’en Valls, reconstruída há pouco tempo após uma explosão da pólvora, guardada ali. Da torre é possível ver a ilha Tagomago.

San Antoni de Portmany: era uma pequena aldeia piscatória que passou a ser um dos grandes centros urbanos da ilha. Aqui há um famoso Café Del Mar, do mesmo dono da discoteca Es Paradis.

Cala Llentia: Guy Laliberté, fundador do Cirque du Soleil, instalou Las Puertas Can Soleil no seu terreno Can Soleil. Num espaço sem paredes de 4m2 existiam duas portas de madeira trabalhadas. Guy tem outra peça de arte em Can Soleil. Tiempo y Espacio é uma escultura de Andrew Rogers e é composta por treze colunas de basalto. Foram transportadas de barco da Turquia para Ibiza. 

Miradouro Torre Es Savinar: querem ver um maravilhoso por-do-sol com vista para Es Vedra? Então é aqui que têm que vir.

Vista do miradouro para Es Vedra

Es Vedra: a pequena ilha, em frente à Cala d’Hort, é uma das atrações de Ibiza, pois fica a uma breve viagem de barco. Podem ir em tour a partir de Cala Bassa, de duas horas e meia. Há várias lendas e mitos associados à ilhota, como avistamento de ovnis.

Farol da ilha des Pentajs: há outros faróis na ilha, como o da Illa Sa Conillera, mas este é visível no troço Ibiza-Formentera. Fica num ilhéu, Es Pentajs.

Como chegar

Avião

A melhor forma é de avião, nós fomos pela Vueling a partir de Valência, mas de Lisboa há voos diretos TAP, que é o que recomendamos, porque permite levar bagagem de mão.

Barco

É possível ir de ferry a partir de Barcelona ou Deia.
Há cruzeiros com paragem em Ibiza. Os preços rondam os 500-1500€, mas encontrámos um em promoção a 250€, para outubro de 2024. Não achamos que seja a forma ideal de conhecer a ilha.
Ir no vosso próprio barco (eheheh), ou alugarem um barco com capitão e atracarem uns dias em Ibiza. Por exemplo, alugar um catamarã com capacidade para 12 (4 quartos duplos, 2 deles com cama extra) custa 9235€/semana (2300€/casal).

Como se deslocar

Para nós alugar carro era imprescindível, queríamos fugir da noite e do público diurno que está a chegar da noite ou que vai para a praia dormir e isso só era possível se fugíssemos, conduzindo, dos locais badalados.

Há um problema, estacionar, é caro ou quase impossível encontrar lugar. Não foi o que fizemos, mas caso queiram alugar carro procurem um local com garagem ou estacionamento incluído.

Onde ficar

Ora as hipóteses são muitas, apartamentos, hotéis, beach clubs, resorts, vivendas. Nós recomendamos que pensem bem nas vossas intenções nessas férias. Há uma taxa de pernoite por pessoa, em 2023 era de 2,20€/pessoa/noite. A Maria não pagou.

Ibiza Town: ficar aqui permite-vos estar perto de Dalt Vila, do Porto (acesso a formentera), há muitos restaurantes e muitas ofertas em alojamento.

Figueretas: é uma grande opção dentro de Ibiza Town, já que é a praia de areia da cidade. Tem muitas opções de hotéis.

Talamanca: fica a 15 minutos da cidade de Ibiza. É uma praia de areia branca e mar calmo e fora do agitado centro.

Playa D’en Bossa: festa e luxo é aqui. O Hotel Hard Rock, os clubes Bora Bora, Hï Ibiza Ushuaïa ficam aqui. Foi aqui que apanhámos o nosso barco para Formentera. Encontram com facilidade estacionamento grátis.

Sant Antoni de Portmany: fica longe de Ibiza Town, mas tem praia. As famosas pool parties acontecem aqui (Beach e o Ibiza Rocks Hotel) e há clubes noturnos como  Eden Es Paradis. Permite passeios de fim de tarde bastante agradáveis junto ao mar. Nós escolhemos ficar aqui, apesar de ser fortemente turístico conseguimos encontrar um hotel super familiar.

  • Hotel Tarba: foi onde ficámos. Valeu mesmo a pena pelo pequeno-almoço. Era variado, bastante bom e conseguíamos bolachas e fruta para a Maria. A Maria foi muito bem recebida, o pequeno almoço era ótimo, tinha piscina exterior e não era barulhento. Mas é bastante difícil de encontrar estacionamento na área. Há vários restaurantes, supermercados e vários locais para aproveitar.

Cala Tarida e Cala Vadella: as praias continuam a ser muito boas e estão longe dos resorts das outras partes da ilha.

Santa Eulália: a cidade é bonita e tem praia em Calle San Vicent e Es Caná. Es Caná está mais focado para a estadia familiar, com crianças.

Nem todos temos de escolher ficar na praia. O interior pode ser muito charmoso e agradável. Tal como em Maiorca encontram fazendas rurais restauradas que são ótimas opções para se alojarem “longe” da ilha.

Onde comer

Sunset Ashram: podem reservar espreguiçadeiras ou almoçar. A praia é boa, mas abre sazonalmente (fechou em novembro e só volta a abrir em abril).

Pizzería Pinocho: encontrámos esta pizzaria no centro e foi uma ótima escolha. A comida era muito boa e foram rápidos a servir. Pedimos pizza e massa. Tinham lápis e desenhos para a Maria pintar.

Dicas

Para visitarem o porto Eivissa e a Dalt Vila o ideal será estacionar perto do IKEA, num parque gratuito e esperar o shuttle (no verão), ou fazer a caminhada de 15 minutos até ao centro. O parque Es Prater é caro e sabemos por experiência própria que nas noites de verão não existe outra alternativa central.

Ibiza como hub para Formentera

É a forma ideal e mais em conta de chegar a Formentera, aterrar em Ibiza, a alternativa é ir de ferry de Barcelona/Alicante para lá. Nós achamos que vale a pena passar na mesma uns dias em Ibiza, porque o sul da ilha tem o mesmo tipo de praias que Formentera, graças à pradaria de ervas aquáticas que partilham.

Em todo o caso é legitimo chegar por Ibiza e ir directo para a ilha Formentera, muitas famílias/casais o fazem.

Este artigo pode conter links de afiliados

365 dias no mundo estiveram em Ibiza de 18 a 21 de julho de 2023

Partilhar:

8 respostas

  1. hahhha com certeza Ibiza me lembra balada e farra hahha, mas adorei saber que tem muito mais que isso, parece ser um lugar bacana de conhecer.

  2. Não sabia nada sobre Ibiza, além de ser um destino chique de verão, seu relato trouxe muita informação legal e me tirou essa impressão.

  3. Que delícia compartilhar essa experiência de Ibiza além das festas! Explorar suas praias com a família tornou nossa escapadela ainda mais especial. Obrigado por inspirar!

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Indice

Mais artigos

Espanha

VALÊNCIA: QUE FAZER EM 3 DIAS (ESPANHA)

Valência é uma cidade que é um ótimo destino de praia, para amantes de artes e para famílias. Também permite chegar às ilhas baleares, de ferry. Bem vindos à cidade das artes.

Ler Mais »