365diasnomundo.com

COMO TRATAR DO VISTO (TANZÂNIA)

A Tanzânia só pode ser visitada com visto, mas este tanto pode ser tratado online (recomendado) como à chegada. O custo é o mesmo.

É incrível a quantidade de países que é possível visitar sem tratar de visto, mas a Tanzânia não é um deles. Há países em que não chega ter um passaporte europeu, o cartão do cidadão não é aceite e é preciso tratar do visto. Os vistos à chegada são relativamente simples, sem documentos preenchidos apenas carimbando o passaporte à entrada, à saída ou ambos. Apesar de termos reservado a viagem por agência, ficou do nosso lado fazer o visto para a Tanzânia. Podíamos ter optado por fazer previamente, teria que ter sido pedido cerca de 10 dias antes e era solicitado online. Decidimos não o fazer. Percebemos que se o processo não era mais rápido e teríamos na mesma que preencher e entregar formulários arriscaríamos fazer à chegada, levando dinheiro (euros) para o pagar. Em todo o caso recomenda-se o visto online.

Critérios para visto

  • Passaporte com 6 meses de validade
  • Pagamento da taxa de entrada (50€/$)
  • Bilhete de regresso
  • Uma fotografia, no visto à chegada não é preciso

Visto online para a Tanzânia

Se o quiserem fazer online existe a página Tanzania eVisa. Pedem um novo visto, para férias escolhem o visto ordinário. Precisam de ter voo de ida e volta e o passaporte convosco, o site diz para terem uma digitalização que devem submeter. Custa 50$. Devem pedir 10 dias antes. Recebem um código para poderem consultar o processo. Há quem diga que não é preocupante se o visto não chegar no prazo porque à chegada eles confirmam o processo.
Parece que há alturas em que se poupa muito tempo com o e-visa, já que a fila para tirar o visto à chegada é enorme. Essa não foi a nossa experiência.

Exemplo de formulário de entrada na Tanzânia

Procedimentos do visto à chegada

O procedimento de visto para a Tanzânia é simples. Ainda no voo foi-nos entregue um formulário de entrada para preencher. O impresso é entregue a toda gente, mesmo quem tem visto. Confessamos que como era um voo de madrugada ignorámos os formulários e dormimos. À chegada, saímos do avião e entrámos no aeroporto. Tirámos as canetas das mochilas e começámos a preencher os 7 formulários (crianças e bebés também). Não precisam de caneta, há balcões com formulários e canetas. Precisam do passaporte, de saber o nome, morada do vosso alojamento e a região da ilha em que fica. O Tiago consultou num mapa para conseguirmos saber. Os dados são simples, nome, morada, número de passaporte, data em que foi tirado e validade, profissão, onde ficam em Zanzibar, quantas noites, dados do voo e por onde passaram antes. Os formulários entregues no voo e os disponíveis no aeroporto não têm a mesma formatação, mas o conteúdo é igual. Aceitam ambos.

Depois de preenchidos avançam para a fila com os passaportes na mão. Se tiraram o visto online devem informar aqui. Tiram as fotos, recebem uns papeis e seguem para o pagamento. Quem tratou online pode seguir para o controlo de passaportes. Na nossa caixa a funcionária exigiu pagamento a dinheiro, apesar de na caixa ao lado ter sido possível pagar com cartão. Pagámos 50€ por cada visto, mas também podem dar 50$. A funcionária carimba aqui os papeis que receberam antes.

Passam para o controlo de passaportes, onde vos é carimbado o passaporte.

Antes de passarem para a recolha de bagagem há funcionários a verificar que pagaram o visto à chegada ou online.

Todo o processo foi rápido e simples.

O que é melhor

Tal como já dissemos, não é complexo tratar do visto de entrada na Tanzânia. Imaginamos que em época alta numa altura em que chegam muitos voos em simultâneo que é vantajoso tratar do visto online. No nosso caso não sentimos nenhuma diferença em termos de burocracia e tempo perdido.

À saída

Tínhamos formulários que nos tinham entregue no hotel (através da agencia), preenchemos, entregámos, tirámos novas fotografias e ficou feito. Não havia nada a pagar. Pode existir alguma taxa a pagar se não estiver incluído no vosso bilhete. Perguntem, porque é pago em dinheiro. Pelo que percebemos a taxa é de 40-49$ e aplica-se nos voos Charter.

Curiosidade

Desde 2019 a Tanzânia baniu os sacos de plásticos no país. Devem deixar no avião se tiverem algum.

Este artigo pode conter links de afiliados

Partilhar:

2 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Indice

Mais artigos